Diferenças entre o Mercado Livre de Energia e o Mercado Cativo

Já comentamos algumas vezes aqui no blog, que o Mercado Livre de Energia está em franca ascensão no país.

Segundo a Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (ABRACEEL), somente em 2017, o Mercado Livre de Energia cresceu 17%, movimentando mais de R$110 bilhões.

Com a reestruturação do setor elétrico, em 1995, nasceu o Mercado Livre de Energia, permitindo que determinados consumidores contratassem bilateralmente o seu fornecimento de energia elétrica diretamente com geradores e comercializadores, independente de sua localização geográfica. Desde então, as empresas industriais, comerciais e de serviços que optam em migrar para o Mercado Livre de Energia passam a ter vantagens diretas, como escolher seu fornecedor e gerenciar a energia elétrica como um insumo, assim como os demais, negociando o preço e condições contratuais.

Neste sentido, é importante saber qual a diferença entre o Mercado Livre de Energia e o Mercado Cativo, conforme a seguir.

MERCADO LIVRE DE ENERGIA

O Mercado Livre de Energia pode ser uma opção de fornecimento de eletricidade viável para os consumidores desse insumo. Esse ambiente permite a livre negociação das condições de suprimento que atendem às necessidades de energia presentes e futuras de sua indústria ou comércio.

Principais características do Mercado Livre de Energia:

  • Liberdade para escolher o fornecedor e negociar as questões comerciais;
  • Normalmente, em especial no médio e longo prazo, apresenta melhores preços de energia que o Mercado Cativo, proporcionando economia nos custos da energia elétrica;
  • Um único contrato de energia pode atender a diversas unidades consumidoras de uma mesma empresa, como sua matriz e filiais;
  • Possibilidade de compra de volumes de energia adequados ao perfil empresarial de consumo e à sazonalidade do seu processo produtivo;
  • Transações celebradas por meio de contratos bilaterais para contratação de curto, médio e longo prazo;
  • Melhor previsão orçamentária, com índices de reajustes previamente definidos.

 

MERCADO CATIVO

Já o Mercado Cativo é o ambiente de contratação de energia elétrica em que o papel do consumidor é passivo, pois a energia é fornecida exclusivamente pela distribuidora local, com a tarifa e as demais condições de fornecimento reguladas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Principais características do Mercado Cativo:

 A energia é suprida pela distribuidora à qual a unidade consumidora está conectada, sendo que o valor pago já inclui o custo da energia e do serviço de uso da transmissão e distribuição;

  • Não há preço de energia, mas sim uma tarifa de energia, cujo valor é definido anualmente pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para cada distribuidora;
  • O consumidor não tem liberdade para negociar as condições de contratação e a flexibilidade de seu suprimento de energia para atendimento das necessidades de seu negócio;
  • O consumidor fica sujeito à imprevisibilidade da variação anual do valor das tarifas das distribuidoras, o que traz incertezas quanto ao custo de energia para a indústria e o comércio.

Com estas informações fica fácil compreender o motivo pelo qual, aproximadamente, 60% da energia elétrica consumida pelas indústrias e cerca de 30% do consumo nacional ocorre no ambiente de contratação do Mercado Livre de Energia.

Para se tornar agente no Mercado Livre de Energia, sua empresa precisa atender a alguns requisitos, principalmente, a demanda contratada e o nível de tensão da conexão ao sistema de distribuição.

Descubra se sua empresa poderá migrar para este mercado e usufruir das vantagens de ser um consumidor livre em nosso e-book: “Sua Empresa é Elegível para o Mercado Livre de Energia?”

Gostou? Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Be the first to write a comment.

Escreva um comentário