O modelo ideal de contratação de energia para o seu negócio

Uma das vantagens do Mercado Livre de Energia é que o consumidor pode definir a sua estratégia de contratação. Para isso, é importante que ele conheça o seu perfil de consumo atual e avalie suas perspectivas futuras. A contratação de energia pode ser feita a qualquer tempo, sendo recomendado um fornecimento de longo prazo para reduzir a exposição às variações de preços de mercado.

Entendendo que cada empresa tem características e necessidades distintas, a ENGIE coloca à disposição de seus clientes produtos moldados para diferentes perfis de consumo: Customizado, Adesão e Varejista. Conheça as principais características de cada um:

Produto Customizado

Contratos moldados de acordo com o perfil de consumo e necessidades específicas de cada empresa. Ideal para consumidores que buscam uma estratégia de contratação diferenciada, com flexibilidades mensais, sazonalização anual da energia contratada, paradas programadas e/ou emergenciais, dentre outros benefícios.

Esse produto é ideal para consumidores que queiram contratar acima de 1 MW médio.

Produto Adesão

Modalidade de contrato ideal para clientes que necessitem de maior flexibilidade no consumo de eletricidade, não queiram apresentar garantias financeiras e busquem um líder global como parceiro na produção e comercialização de energia elétrica.

Esse produto é ideal para os clientes elegíveis ao Mercado Livre de Energia cujo somatório das cargas de suas unidades consumidoras a serem atendidas não exceda a 1 MW médio.

Produto Varejista

A comercialização varejista representa uma prática alternativa que a ENGIE coloca à disposição dos consumidores, oferecendo um modelo de contratação simplificado. O cliente se relaciona apenas com a ENGIE, dispensando acordos diretos com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Esse produto é ideal para empresas que possuem várias unidades consumidoras e que preferem não se associar à CCEE.

Confira se sua empresa é elegível para o Mercado Livre de Energia no vídeo exclusivo que a ENGIE preparou para você.

A seguir, mostraremos alguns exemplos para lhe ajudar a identificar o modelo ideal de contratação para o seu negócio:

Tenho uma empresa cuja demanda contratada é de 0,3 MW. Posso ser um consumidor no Mercado Livre de Energia?

Por enquanto não. Para ser um consumidor livre é necessário possuir uma demanda contratada mínima igual ou superior a  0,5 MW (500 kW).

Minha empresa possui uma demanda contratada inferior a 0,5 MW, mas existem outras empresas, como a minha, localizadas em área contígua, sem separação por via pública. Podemos unir as cargas?

Nesta situação, a comunhão de cargas é uma ótima opção para quem quer migrar para o Mercado Livre de Energia e não possui a demanda mínima contratada. Se a soma das cargas das unidades consumidoras for inferior a 1 MW médio, a empresa pode optar pelo produto Adesão ou Varejista. Caso a soma das cargas ultrapasse 1 MW médio, a opção é escolher pelo produto Customizado ou Varejista.

Qual é o produto mais indicado para consumidores livres que possuem várias unidades consumidoras, como por exemplo uma rede de supermercados, farmácias, moda, material de construção etc?

Neste caso, o produto Varejista é ideal, pois facilita a contratação de energia oferencendo um modelo mais simplificado.

Se minha empresa tem um consumo de energia muito sazonal, com demanda contratada superior a 1 MW e precisa de flexibilidade para adequar a energia contratada ao consumo ao longo dos meses do ano, qual é o produto mais adequado?

Por meio do produto Customizado, é possível tanto definir uma estratégia anual de distribuição da energia contratada ao longo dos meses (sazonalização) quanto mensalmente se estabelecer limites inferior e superior de flexibilidade.

Nossa equipe está à disposição para ajudar a sua empresa a migrar para o Mercado Livre de Energia e a encontrar a melhor estratégia de contratação.

Para saber mais baixe agora mesmo nosso e-book “Sua empresa é elegível para o Mercado Livre de Energia?” ou deixe sua pergunta aqui nos comentários.

Gostou? Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInRSS

Be the first to write a comment.

Escreva um comentário